Falcão Quiriquiri
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Falconiformes
Família: Falconidae (Leach, 1820)
Espécie: F. sparverius
Nome Científico: Falco sparverius (Linnaeus, 1758)
Nome em Inglês: American Kestrel

Também conhecido como falcão-americano, falcão-quiriquiri, gavião-mirim (PE), gavião-quiriquiri (PE), gavião-rapina (NE) e gaviãozinho, o quiriquiri é o menor dos falcões e uma das menores aves de rapina do Brasil (wikiaves). É muitas vezes considerada a menor ave de rapina brasileira, o que é errado, pois o gaviãozinho (Gampsonyx swainsonii) é ainda menor (Wiki Aves). Ocorre em todo o território, exceto em áreas de floresta (Wikiaves).

De acordo com FERGUSON-LEES & CHRISTIE (2001), a ordem Falconiformes é representada por 307 espécies no mundo, das quais 69 espécies (aproximadamente 22%) podem ser encontradas em território brasileiro. Uma perspectiva dessa riqueza no continente sul-americano é fornecida por DEL HOYO et al. (1994), ao descreverem que mais de 20 espécies de mais de 20 espécies de acipitrídeos podem coexistir em uma área limitada de floresta amazônica primária, sem considerar os rapinantes migrantes ou nômades provenientes de áreas abertas (PEREIRA, Ricardo – 2008)

Prefere ocupar áreas abertas, como campos, cerrados e áreas semi-urbanizadas, como margens de estradas, evitando áreas fechadas como as matas, cerradões e florestas. Essa predileção por espaços abertos tem a ver com seu padrão de caça: o quiriquiri caça a partir de poleiros fixos, naturais (troncos secos) ou artificiais (como os fios de rede elétrica ao longo da estrada). Além de apanhar a presa a partir do poleiro, também costuma sobrevoar constantemente o mesmo lugar, analisando a sua área de caça (O Eco).

Como a maioria das aves de rapina, presta um grande serviço ao ser humano capturando cobras, lagartos, roedores, morcegos, pardais e filhotes de pombos, porém eventualmente pode capturar pequenos animais domésticos, mesmo em gaiolas, o que o torna alvo do ser humano, assim como o gavião-carijó (Wikiaves).

Mede de 23 a 27 cm de comprimento e pesa de 85 a 140 gramas. O macho é cinza azulado no alto da cabeça e asa, enquanto as costas e a cauda são marrom avermelhado, finamente estriadas de negro. A fêmea têm as costas e asas marrom avermelhada, com as estrias negras finas, sem o cinza azulado do dorso do macho ou a faixa negra subterminal na cauda. As partes inferiores são de tom marrom alaranjado claro, com riscos finos, verticais e negros, sem o padrão de pontos do macho. O desenho e cores da cabeça são iguais. Os filhotes já saem do ninho com a plumagem do sexo correspondente (Wikiaves). Um típico exemplo de dismorfismo sexual (ocorrência de indivíduos do sexo masculino e feminino de uma espécie com características físicas não sexuais marcadamente diferentes) (O Eco).

Alimenta-se principalmente de animais invertebrados. Eventualmente o Quiriquiri também apanha pequenos animais vertebrados, como camundongos, cobras, morcegos e aves (SICK, 1997) A presa é capturada e morta no solo, sendo carregada depois para o poleiro (www.avesdopantanal.com.br).

O animal da foto chama-se Eros e é paciente da Bom Trato - Clínica de Aves e Pequenos Animais, é um animal com anilha, legalizado e possui todas as documentações legais necessárias. O proprietário, gentilmente, deixou eu paparica-lo muito e tirar várias fotos

Thais Dias

Médica Veterinária

Voltar